TECNOLOGIA EM PRODUÇÃO SUCROALCOOLEIRA


A evolução do mercado mundial e o aporte de capital internacional no setor sucroalcooleiro estão provocando uma explosão tecnológica e criando a necessidade urgente de mão-de-obra qualificada, tanto na concepção de novas unidades como na operação das já existentes. É nesse contexto que a UFSCar criou o Curso Superior de Tecnologia em Produção Sucroalcooleira.

A indústria sucroalcooleira acompanha a história do país desde os seus primórdios. No entanto, apenas no final do século XX, ela alcançou expressão internacional plena com o etanol atingindo o status de commodity. Esse status provocou a necessidade de maior agregação tecnológica ao setor que, até então, tinha características semi-artesanais. Como exemplo ilustrativo, o bagaço de cana, em pouco mais de vinte anos, passou de resíduo do processo para matéria-prima de geração de energia.

Um aspecto que deve ser realçado é o fato de que o etanol se transformou em alternativa importante como gerador de energia no cenário internacional. O Brasil é um dos dois maiores produtores mundiais de etanol. No Brasil metade da frota de veículos leves já é abastecida com etanol. Países como Alemanha e Japão dão claros sinais da introdução do etanol em sua matriz energética no curto-prazo. A irreversível adoção do biodiesel como combustível no Brasil e no mundo é outro claro indicativo do crescimento desse setor.

Não menos importante, a produção do açúcar de cana gira em torno de 25 milhões de toneladas, onde aproximadamente 15 milhões são exportados.

No momento vivemos a segunda geração na produção de etanol que busca utilizar o bagaço de cana como matéria prima. No Brasil essa pesquisa está bastante adiantada e, também aqui, o tecnólogo em produção sucroalcooleiro poderá atuar.

Duração:
Polos que já ofereceram o curso:
Para mais informações clique aqui.